28/07/2017

Galeria

Adams amoleceu a resina em água quente, acrescentou alcaçuz, cortou em pequenos pedaços e embalou em papel colorido

Quando os espanhóis chegaram à região do atual México, no início do século XVI, encontraram, em meio a muitas novidades, uma resina que os Maias mascavam para a higiene dos dentes, produzida a partir do látex do Sapotizeiro, árvore frutífera que se espalharia por vários países, inclusive o Brasil. Muito tempo depois, em 1869, o ex-ditador mexicano Antonio López de Santa Anna, exilado em Nova York, tornou-se vizinho do jovem fotógrafo Thomas Adams Junior. Santa Anna costumava mascar a tal pasta Maia, o tchiclé (tchi=boca + clé=movimento). Rudolf Napegy, secretário do ex-ditador, apresentou o produto ao vizinho. Ocorre que Adams era inventor nas horas de folga e passou a fazer experimentos. Em princípio, imaginou uma substância similar à borracha para a fabricação de artigos como pneus, brinquedos e botes. Ao ver uma menina comprar tablete de cera parafinada para mascar, teve a inspiração.

Adams amoleceu a resina em água quente, acrescentou alcaçuz, cortou em pequenos pedaços, embalou em papel colorido e colocou no mercado a “Goma Adams de Nova York, que estala e estica”. Depois de espalhar caixas do produto pelos Estados Unidos com grande êxito, largou de vez a fotografia, lançou novas variedades e criou uma máquina capaz de produzir o produto em massa. Adams morreu em 1905, aos 87 anos, depois de desbravar o mercado e consolidar a marca, que acabou por incorporar várias outras (em 2003, a Adams foi adquirida pela britânica Cadbury). Apopularidade veio para valer com a Segunda Guerra Mundial, quando a goma de mascar ajudava a aliviar o stress dos soldados. No rastro desse sucesso, o chicle Adams chegou ao Brasil em 1942.

            Hoje em dia um anúncio como o que estampa esta página jamais seria aprovado, ou viraria alvo do Conar. Não só os dentistas condenam o uso do produto, como ele é considerado altamente deselegante. Além disso, quantos chicles seriam necessários para se fazer um balão deste tamanho? Sem falar na indução de que seria possível flutuar. Mas a garotada continua curtindo a substância descoberta pelos Maias e reiventada por Adams.

Recomendados