11/12/2017

Destaque, Notícia

TVE busca aprofundar acordo de cooperação com entidade chinesa

A TVE quer formalizar um acordo de cooperação e intercâmbio com Instituto Confúcio (IC)-UFRGS nos próximos 60 dias. A exibição de conteúdo televisivo gerado na China e a aquisição de equipamentos com contrapartida na cedência de programação local está alinhada entre as possibilidades levantadas na parceria com docentes da universidade e representantes chineses. Em 2015, a TVE exibiu a série China: Cultura e Modernidade, com 25 capítulos e média de 25 minutos cada, com reprise ao longo da programação.

O termo de cooperação e a minuta do acordo serão os próximos passos para fundamentar a parceria, envolvendo também as secretarias de Comunicação e de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

Em reunião com o presidente da Fundação Piratini, Orestes de Andrade Jr. e a comitiva acadêmica na tarde desta terça-feira (18/04) na sede da emissora, evidenciou-se o interesse mútuo para a troca de conteúdo audiovisual, com viabilidade de ampliação em outras áreas. “Buscamos neste novo modelo que estamos implantando na TVE, ampliar as parcerias com entidades com a garantia da contrapartida, exigência dos órgãos fiscalizadores, promovendo e valorizando o que produzimos da cultura gaúcha”, apontou.

A participação de um fundo de investimentos chinês para obtenção e aporte de recursos na cooperação e o aval da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAURGS) estão entre as etapas a serem definidas no processo, antecipou a professora titular de Literatura – Diretora Brasileira da UFRGS, Rita Terezinha Schmidt.

Por sua vez, Orestes Jr. sinalizou que em reunião anterior com o reitor Rui Vicente Oppermann e professores da UFRGS no início deste mês, será continuada a intenção de construir formas de colaboração com a TVE para ampliação da comunicação pública.

O Instituto Confúcio é uma instituição sem fim lucrativos que dedica-se ao ensino da língua e da cultura chinesa para as comunidades gaúchas há 5 anos. Atualmente ministra cursos para cerca de 539 estudantes na UFRGS e tem outras 9 representações em outros Estados brasileiros. O Instituto foi fundado pela cooperação entre a UFRGS e a Universidade de Comunicação da China (UCC). A sede matriz do Instituto Confúcio está localizada em Pequim, na China.

Marcaram presença no encontro, o gerente de Planejamento e Gestão da UFRGS, Athos Moreira da Silva, o assessor Internacional da Sedac, Dilmar Portela e o professor Associado de Literatura – Diretor Chinês Tiejun Gu.

96

 

Recomendados