21/10/2017

Galeria

Ainda que um pouco a contragosto, Diana teve de se acostumar com os holofotes da imprensa

Diana Frances Spencer, a Princesa Diana, morreu em 31 de agosto de 1997, em Paris, capital da França. A partir do seu casamento com o Príncipe Charles, em 1981, Lady Di, como era carinhosamente chamada, tornou-se uma das mulheres mais conhecidas do mundo. Consolidou-se como um dos maiores ícones da moda, ideal de beleza e ganhou a admiração de milhares de pessoas com o seu trabalho de caridade. Não à toa, cada passo que dava sempre foi acompanhado de perto pelos paparazzis até o seu último dia de vida, literalmente. Diana faleceu em um acidente de carro, em meio a uma perseguição realizada por sete paparazzis, logo após sair de um jantar com seu então namorado, o empresário Dodi Al-Fayed, que também morreu no acidente.

No mês seguinte à morte da Princesa Diana, a revista People fez uma capa em seu tributo. Uma  foto de Diana sorridente, em preto e branco, apenas isso. “Princesa do povo” era a manchete sugerida. A edição teve impressionantes 3,1 milhões de exemplares vendidos. Assim, tornou-se a segunda maior tiragem da história da publicação, sendo superada apenas anos mais tarde pela edição com a cobertura dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

Ainda que um pouco a contragosto, Diana teve de se acostumar com os holofotes da imprensa. Sua relação com Charles e a posterior separação do casal, em 1996, resultaram em muitas capas de jornais e revistas em todo o mundo. O casamento foi um prato cheio para publicações tradicionais como Time, Vanity Fair, Vogue e Life e, também, para a imprensa sensacionalista britânica. Os nascimentos dos filhos do casal, Willian e Harry, segundo e terceiro na linha de sucessão do trono britânico, eram o foco das atenções dos meios de comunicação na primeira metade dos anos 1980.

Com os anos, os jornais e revistas passaram a focar na crise do matrimônio. O divórcio de Diana e Charles foi um momento amplamente explorado pelos veículos. Não seria exagero afirmar que a princesa figurou em milhares de capas ao longo de sua vida. Mesmo após o acidente fatal, Diana segue sendo lembrada em publicações de diferentes partes do mundo. Em 2017 isso deve ganhar novo impulso, pois se completam 20 anos de sua morte. A edição de fevereiro da Harper’s Bazaar UK confirma isso, ao trazer um especial sobre Lady Di e sua relação com o mundo da moda.

Galeria Press -Lady Di

Recomendados