Sistema Faesc/Senar participa do 3º Congresso Nacional das Mulheres do Agro

COMPARTILHAR

Em Santa Catarina, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), incentiva o protagonismo feminino. Com o objetivo de oportunizar a troca de conhecimentos e experiências, sendo que 13 mulheres representaram o Sistema Faesc/Senar no 3º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, em São Paulo.

Com o tema “2030 – O Futuro agora, na prática” o evento reuniu 1.500 mulheres vinculadas ao setor agropecuário. O evento contou com a presença de especialistas que abordaram temas considerados do futuro, mas que já podem e devem ser praticados, como big data, previsão climática, nanotecnologia e agroenergia, por exemplo. Durante o evento foi apresentado o que há de mais novo em desenvolvimento pelos jovens empreendedores com os startups, além dos inovadores métodos do design thinking para gestão.

Foram dois dias com workshops práticos e painéis de debates com renomados profissionais do agronegócio. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou do evento como expositora e patrocinadora e desenvolveu uma pesquisa sobre a expectativa dos produtores e produtoras com relação à atuação sindical.

Participaram do evento representando o Sistema Faesc/Senar a coordenadora estadual do Programa Mulheres em Campo Nayana Setubal Bittencourt, a coordenadora estadual do Curso Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Katia Zanela, a produtora de milho e soja de Palmitos, Ana Treviso e outras 10 prestadoras de serviço em instrutoria do Senar/SC no Programa Mulheres em Campo que visa despertar nas produtoras rurais o espírito de liderança e empreendedorismo.

“Diariamente convivemos com relatos de produtoras rurais bem-sucedidas e que conduzem propriedades, muitas vezes, sozinhas. O Programa Mulheres em Campo tem registrado histórias de mulheres empreendedoras e que inovam no meio rural. A troca de experiências oportunizada durante o Congresso com certeza trará reflexos no campo, através dos conhecimentos atualizados que poderemos repassar a elas contribuindo, assim, para a melhoria do dia a dia dentro das propriedades rurais”, destacou Nayana.

Para Katia, a experiência do Congresso foi enriquecedora. “As mulheres assumem, muitas vezes, a frente da gestão no campo aliando a criatividade, o protagonismo e a vontade de crescer. O Curso Técnico em Agronegócio também auxilia a desenvolver esse espírito empreendedor e esse olhar visionário nas mulheres que atuam no meio rural. Participar do evento nos fez ver o quanto as mulheres têm ganhado cada vez mais destaque no agronegócio”.

O superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi salientou que o público feminino conquista espaço e tem voz e vez em tomadas de decisão importantes no dia a dia das empresas rurais. “Elas estão preocupadas em se capacitar e se preparar para atuar na gestão ao lado, ou não, de seus esposos. Demonstram interesse e comprometimento com a produção e vislumbram, através de atitudes empreendedoras, um futuro melhor”.

De acordo com o presidente do Sistema Faesc/Senar José Zeferino Pedrozo as mulheres são o pilar familiar e tem ganhado esse espaço também no trabalho no campo. “Elas são fortes, determinadas e visionárias. Auxiliam de forma exemplar na execução das atividades diárias contribuindo para o desenvolvimento da produção. Por natureza as mulheres têm um olhar mais crítico e detalhista e isso contribui exponencialmente para a busca pela excelência nas execuções das iniciativas no meio rural. Sem dúvidas elas são indispensáveis”, finalizou.

  Representantes de Santa Catarina no Congresso