Santa Catarina é destaque sobre longevidade no Globo Repórter, exibido pela NSC TV

778
COMPARTILHAR

Chegar aos cem anos com saúde e descobrir quais hábitos prolongam a vida são assuntos do Globo Repórter desta sexta-feira (12), na NSC TV. A discussão sobre longevidade traz informações e histórias de catarinenses com determinação e paixão pela vida.

Com reportagem de Kíria Meurer, imagens de Jean Carlos e produção de Elaine Simiano, o programa mostra que, segundo pesquisa realizada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), aprender, seja o que for, ajuda a prevenir doenças como a depressão. Pesquisadores acompanharam 1.200 pessoas com mais de 60 anos durante uma década e o estudo identificou que 23% dos idosos entrevistados em Florianópolis apresentavam os sintomas da doença.

No programa são destacados catarinenses como Ivo Klug, de Blumenau que dão exemplo de persistência e força de vontade. Após completar 80 anos, ele mantém o entusiasmo típico da juventude ao passar no vestibular. Há, também, a história da Dona Enalva, que participa do Projeto de Geração para Geração em Indaial e Blumenau, em que crianças e idosos vão para escola juntos. Os mais novos aprendem a valorizar a experiência dos mais velhos e também ensinam a turma da terceira idade a se conectar com o mundo digital. Aqueles que passaram dos 60 anos e aprenderam a usar celular e internet tiveram ganho de memória de até 50%. Nesta fase da vida, o risco de desenvolver depressão praticamente dobra e o projeto, além dos ganhos intelectuais também traz benefícios emocionais por proporcionar convívio social.