Setor apícola divulgará benefícios do consumo do mel durante a Expointer

957
COMPARTILHAR
O setor apícola gaúcho se prepara para divulgar os benefícios do consumo do mel para a saúde e os diferentes tipos de mel produzidos no Estado durante a Expointer deste ano. Esta é uma das ideias levantadas pelo grupo de trabalho da Câmara Setorial da Apicultura, que se reuniu nesta quarta-feira (17) com o objetivo de definir estratégias de promoção do consumo do mel no Rio Grande do Sul.
O grupo de trabalho vai elaborar ações de promoção e divulgação de diferentes tipos de méis produzidos no Estado – laranjeira, uva do japão, eucalipto, entre outros – que estarão à disposição do público na seção das Câmaras Setoriais no estande da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural no Pavilhão Internacional da Expointer, que ocorre de 24 de agosto a 1º de setembro.
Outras linhas de ação para fomentar o consumo do mel incluem a inserção do produto na merenda escolar da rede pública estadual e campanhas promocionais e educativas que demonstrem aos consumidores os benefícios do mel para a saúde, além de estímulo à sua utilização na elaboração de alimentos como bolos, pães e biscoitos, e em pratos da alta gastronomia.
O Rio Grande do Sul é o maior produtor de mel do Brasil, com média de 11 mil toneladas ao ano. São mais de 37 mil produtores que cuidam de 488 mil colmeias. O Estado também é o maior consumidor de mel do país, com consumo per capita de 120 gramas por ano. “A Secretaria apoia este importante segmento da agricultura e estamos constantemente buscando alternativas para impulsionar o consumo deste produto”, diz o secretário Covatti Filho.