Receita de exportações de carne suína crescem 31,6% em setembro

522
COMPARTILHAR

A receita das exportações brasileiras de carne suína (considerando todos os produtos) totalizou US$ 124,4 milhões em setembro, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).  O saldo é 31,6% superior ao obtido no mesmo período do ano passado, com resultado cambial de US$ 94,5 milhões.

O volume exportado no nono mês de 2019 alcançou 58 mil toneladas, número 2,6% maior em relação ao registrado no mesmo período de 2018, com 56,6 mil toneladas.

Em 2019, as vendas de carne suína superaram US$ 1,080 bilhão, o que representa uma elevação de 21,1% em relação ao saldo das vendas registradas entre janeiro e setembro de 2018, com US$ 892 milhões.

O embarque total no período chegou a 524,2 mil toneladas, volume 12,15% acima das 467,4 mil toneladas efetivadas no ano passado.

“As vendas para a Ásia, especialmente para a China, mantêm as exportações brasileiras de carne suína em fluxo positivo”, analisa Francisco Turra, presidente da ABPA.

Seguem em alta as exportações brasileiras de carne de frango (todos os produtos, in natura e processados) em 2019, conforme os dados da ABPA.   A receita das vendas totalizou US$ 5,163 bilhões nos nove primeiros meses deste ano, número 5,7% acima do registrado no mesmo período do ano passado, com US$ 4,885 bilhões.

Em volume, o saldo alcançou 3,081 milhões de toneladas entre janeiro e setembro, número 0,7% maior que as 3,059 milhões de toneladas efetivadas em 2018.

Em setembro, o valor cambial dos embarques de carne de frango chegou a US$ 538,4 milhões, número 6,9% menor que o resultado alcançado no nono mês do ano passado, com US$ 578,5 milhões.  No mês, foram exportadas 323 mil toneladas, volume 11% menor que as 363 mil toneladas exportadas no mesmo mês de 2018.