Evento debate experiências de agronegócio sustentável

639
COMPARTILHAR

Os últimos anos têm evidenciado um  interesse crescente das empresas em repensar suas práticas e planejamentos para além de produtos e serviços, ou seja, ampliar o olhar e desenvolver processos que atentem para os impactos  socioambientais que a atividade gera. Apesar deste interesse, que cresceu com a pandemia do coronavírus, as empresas não sabem como dar o primeiro passo e nem se sua organização está habilitada para formatar sua estrutura e se tornar mais sustentável.

Nesse contexto, há 13 anos surgiu o Movimento de Empresas B no mundo, uma comunidade que está redefinindo o conceito de sucesso nos negócios, visando não somente o êxito financeiro, como também o necessário e urgente bem-estar da sociedade e do planeta.

A partir dos conceitos do Sistema B, está sendo lançado o programa Papo +B Setorial, um esforço para mobilizar e sensibilizar os principais setores do mercado a repensarem suas operações, inspirado em casos reais de Empresas B certificadas que estão provando que sustentabilidade e produtividade responsável podem andar lado a lado.

O primeiro encontro acontece no dia 27 de maio – das 14 às 16h pelo YouTube do Sistema B de forma gratuita – e , nesta edição, está voltado à indústria base para a subsistência de todas as nações: o Agronegócio Sustentável. A agricultura, que é uma das bases econômicas mais importantes do Brasil, pode promover boas práticas no setor incluindo a sustentabilidade nos seus processos produtivos. Conciliar a produção de alimentos saudáveis com alta produtividade, viabilidade econômica, conservação ambiental e responsabilidade social, resultam em  vantagens relevantes para o produtor rural, indústria, sociedade e meio ambiente.

Para provar que as propostas são viáveis, o evento traz para a discussão cases de empresas nacionais e latino americanas. É o caso da brasileira Daterra Coffee, uma das empresas B convidadas para compartilhar sua experiência.  De acordo com Isabela Becker, Diretora de Sustentabilidade, ser uma Empresa B é “ter certeza de que fazemos parte de um movimento de transformação estrutural e que estamos deixando um legado positivo para o planeta e para as futuras gerações. Ser B é assumir a responsabilidade e o protagonismo sobre ser ético, empreendedor e gerador de riqueza. Ser B é considerar que a riqueza produzida pelo negócio é capaz de transbordar para todas as partes ligadas e conectadas a ele, construindo equidade e justiça corporativa.”

Os demais cases a serem apresentados são Arroz Blanquita (Colômbia), Fazenda da Toca  (Brasil) e Manada Alimentos Regenerativos  (Chile).  O Papo +B Setorial é uma iniciativa do Sistema B Brasil , Fábrica do Futuro e We.Flow.

SERVIÇO
PAPO + B Setorial: Agronegócio Sustentável
Quando: 27 de maio, das 14 às 16h
Onde: YouTube Sistema B e www.papomaisbsetorial.com.br
Redes sociais: @papomaisbsetorial
Inscrições: https://www.sympla.com.br/papo-b-setorial__1198790

Cases: Daterra Coffee (Brasil), Fazenda da Toca (Brasil), Arroz Blanquita (Colômbia), Carnes Manada (Chile)
Apresentadora:  Rose Floriano – Especialista do Sistema B Brasil (SBB)
Diretora Executiva SBB:  Francine Lemos
Mediador: Tomás de Lara – Conselheiro do Sistema B Brasil, cofundador e colíder do Cidades +B
* O evento contará com intérprete de Libras, tradução espanhol-português e certificado ao final.