Especialistas vão debater a importância das novas tecnologias para a produção rural

COMPARTILHAR
Drone Lavoura - Crédito Fagner Almeida/divulgação

O uso de novas tecnologias na produção de alimentos ganha cada vez mais espaço no campo facilitando o dia a dia do produtor rural e garantindo maior rentabilidade. Principalmente em cenários como os de estiagens recorrentes, estas ferramentas são um grande auxílio no manejo das áreas e das culturas. Este é um dos temas que ganhará destaque na 31ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas,  dentro do Painel “Tecnologia e Inovação nas Propriedades Rurais – Um Caminho sem Volta”.

Um dos moderadores do painel, Luís Fernando Cavalheiro Pires, advogado, produtor rural e assessor da presidência no Sistema Farsul, afirma que a expectativa é a melhor possível para este debate “que envolverá pessoas respeitadas por conhecerem a fundo o tema da inovação”. Conforme Pires, será mostrado aos produtores o que há de mais moderno em tecnologia para que eles não percam competitividade. “Estas novas tecnologias vieram para ficar e o momento em que estamos vivendo nos mostra claramente isto”, observa.

Pires enfatiza que cada propriedade utiliza de forma distinta estas tecnologias. “É muito importante o produtor estar sempre acompanhando e se certificando em relação ao que há de mais moderno para continuar produzindo alimentos com competitividade”, salienta.

O pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Júlio Centeno, também será moderador do Painel que ocorrerá na tarde do dia 10 de fevereiro e contará com os painelistas Betania Longaray Fonseca, produtora rural e diretora da Sementes Rancho King, Antonio Arns, engenheiro mecatrônico e diretor da ArnsTronic, e Frederico Logemann, head de Inovação, Estratégia e Relações com Investidores da SLC Agrícola.

Com o tema “Os Novos Rumos do Sistema de Produção”, a 31ª Abertura da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas ocorre de 9 a 11 de fevereiro na Estação Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS), e também poderá ser acompanhada virtualmente. Informações e inscrições poderão ser feitas no site www.colheitadoarroz.com.br. A realização é da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), correalização da Embrapa e o patrocínio premium do Instituto Riograndense do Arroz (Irga) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Fonte: AgroEffective – Assessoria de Comunicação da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz)