Movimento #genteajudandogente arrecada 20.000 itens para doação às famílias de refugiados venezuelanos

COMPARTILHAR

O movimento #genteajudandogente, criado pelo Clube de Opinião do RS e Rotary Club Glória Teresópolis, apresenta os resultados de sua primeira campanha humanitária, que foi destinada a arrecadar itens de higiene pessoal para serem entregues às famílias de venezuelanos que estão entrando no Brasil, especialmente através de Roraima.

Em 30 dias de arrecadações, através das redes de farmácias Panvel e São João, em Porto Alegre, foram arrecadados cerca de 20.000 itens, entre sabonetes, pastas e escovas de dentes, fraldas, absorventes íntimos, shampoos, entre outros.

Esse material todo foi transformado em kits por voluntários do Rotary Club e será agora enviado para Boa Vista através de avião da FAB. Lá em Roraima, esses milhares de kits serão distribuídos por voluntários do Rotary local, às famílias de refugiados, acampadas na capital de Roraima.

Julio Ribeiro, presidente do Clube de Opinião e idealizador do movimento, se mostra bastante feliz com o resultado dessa primeira campanha. “Conseguimos reunir as principais redes de comunicação do Rio Grande do Sul, que nos doaram quase R$ 3 milhões em mídia, o que permitiu não apenas esse volume de doações, mas ajudou a motivar os gaúchos para outras ações humanitárias que virão, através do movimento #genteajudandogente”, disse ele.

Para Cláudio Bins, do Rotary Club Glória Teresópolis, ações como esta demonstram o quanto o gaúcho é solidário e disposto a ajudar a quem precisa. “Não conhecemos nenhuma das pessoas que vão receber essas doações, mas nossa solidariedade as alcança, lá do outro do país”, salienta.

Parte das arrecadações, também, vai ajudar as famílias de venezuelanos que estão chegando ao Rio Grande do Sul. Karin Wapechowski , representante da ACNUR (agência da ONU para refugiados) em Porto Alegre, recebeu mais de 2.000 fraldas, para atendimento imediato a 32 crianças venezuelanas que já estão morando em Canoas e Esteio.

A primeira campanha do movimento foi criada pela Agência Vossa e buscou desviar de questões ideológicas e políticas, colocando o foco nas pessoas que, independentemente de cor, raça, religião ou posição política têm necessidades urgentes e precisam ser ajudadas. Uma das várias peças criadas diz: “Para muitos é uma questão ideológica. Para eles só resta a lógica pura e simples. Sem ajuda não há saída”.

A campanha foi veiculada por todos os veículos de comunicação dos grupos Bandeirantes, RBS, Pampa, Record e SBT no Rio Grande do Sul, ao longo de todo o mês de agosto.  As peças foram produzidas gratuitamente por empresas parceiras, como as produtoras Cinematográfica e Fom Fom e a gráfica Comunicação Impressa.

Participaram, também, da campanha o Distrito 4680 de Rotary Internacional, da Fundação dos Rotarianos de Poa – FURPA e do Rotaract POA GT

O movimento #genteajudandogente é permanente, e em futuro breve deverá promover outras campanhas, com outros objetivos humanitários, ativando mais uma vez a rede que se formou em torno dessa primeira campanha, cujo foco específico foi os refugiados venezuelanos no Brasil.

Kits a serem entregues a venezuelanos

ACNUR recebe doação de fraldas
Foto em destaque:  Julio Ribeiro, Claudio Bins e representantes do Rotary e da ACNUR