Mostra de Longas Gaúchos exibe cinco títulos no Palácio dos Festivais

COMPARTILHAR

Está confirmada para 2018 mais uma edição da Mostra de Longas Gaúchos do Festival de Cinema de Gramado. Celebrando a produção audiovisual local em longa-metragem, a Mostra selecionou cinco títulos para exibição fora de competição no Palácio dos Festivais.Todos os filmes foram avaliados pelos curadores Eva Piwowarski, Marcos Santuario e Rubens Ewald Filho mediante inscrições realizadas especialmente para essa programação. As sessões têm entrada franca e acontecem entre os dias 20 e 24 de agosto, sempre às 13h30.

Confira os filmes selecionados para a Mostra Gaúcha de Longas e as suas respectivas sinopses:

 A Palestina Brasileira”, de Omar Luiz de Barros Filho
Filmado no Brasil e no Oriente Médio, o documentário mostra trajetórias e relatos de famílias palestinas atingidas por guerras e perseguições, que buscaram, no sul do Brasil, reconstruir suas vidas, sem perder os laços com a terra de origem.

Arrieros”, de Marcelo Curia
Arrieros apresenta a cultura e o cotidiano dos peões argentinos que conduzem tropas de mulas levando equipamentos e mantimentos durante a temporada de escalada no Aconcágua, a montanha mais alta das Américas.

Grandes Médicos”, de Luiz Alberto Cassol e Marilaine Castro da Costa
Emílio Ribas, Adolpho Lutz, Oswaldo Cruz, Carlos Chagas, Manoel de Abreu, Juscelino Kubitschek, Zilda Arns e Euryclides Zerbini são os personagens de Grandes Médicos, documentário que aborda políticas de saúde pública, descobertas e histórias de vida que alteraram de forma radical a área das ciências médicas.

Música Para Quando as Luzes se Apagam”, de Ismael Caneppele
“Música para quando as luzes se apagam” é um documentário que flutua na fina borda entre ficção e realidade. Uma autora chega em uma pequena vila no sul do Brasil, com a intenção de transformar a vida de Emelyn em uma narrativa ficcional.

Yonlu”, de Hique Montanari
YONLU é um filme de ficção baseado na história real de um garoto de 16 anos que, com a ajuda da internet, conquistou o mundo com seu talento para a música e para a arte. Fluente em cinco idiomas, YONLU tinha uma rede de amigos virtuais em todos os continentes. Ninguém desconfiava, contudo, que também participava de um fórum de potenciais suicidas. (imagem em destaque)