Wall Street Posters abre licenciamento de marca

143
COMPARTILHAR

Ingressar no mercado, já grande, é uma opção quando se trata de licenciamento de marca: os fornecedores, logística e expertise em geral já são desenhados e ofertados para novos empresários que desejam investir com força junto ao público desejado. No caso da Wall Street Posters, são mais de 30 anos comercializando pôster exclusivos, presentes e artigos de decoração.

A marca ganhou o reconhecimento dos gaúchos, tendo hoje 11 unidades próprias operando no Rio Grande do Sul, agora, opta por expandir disponibilizando para o mercado os direitos de uso de sua imagem. A oferta de licenciamento de marca da Wall Street Posters abrirá a partir de julho com restrição ao estado gaúcho em um primeiro momento.

“Somos fortes aqui no Estado, e queremos crescer devagar no sistema de expansão por licenciamento”, comenta o responsável pelo projeto, Carlos Alberto Altnetter, diretor da S.A Franchising. Carlos comenta que a marca Wall Street Posters é tradicional, tendo lojas nos principais shoppings de Porto Alegre e Região Metropolitana. “Possui um modelo de negócio de sucesso conhecido e reconhecido pelos stakeholders, em sua nova fase de expansão no Rio Grande do Sul, busca empreendedores para investir na abertura de lojas licenciadas de sua marca no formato de loja de rua ou de shopping em cidades acima de cem mil habitantes”, explica Carlos.

O diferencial está na representação de alguns dos maiores editores de pôsteres do mundo, que lançam vários gêneros importados, como filmes, seriados, bandas, personalidades e arte.

De acordo com a S.A Franchising, o formato de licenciamento ofertado pela Wall Street Posters oferece apoio e suporte na montagem da loja, fornecedores homologados, autonomia na gestão da operação, liberdade para compras compartilhadas na obtenção de economia de escala, independência jurídica e financeira, consentimento para analisar junto com o licenciante a introdução de novas linhas de produtos. A previsão de investimentos varia de 70 a 130 mil reais por unidade licenciada.