Recital Plural da OSPA apresenta recital gratuito na Fundação Iberê 

COMPARTILHAR

No próximo domingo (27), a Fundação Iberê recebe mais uma vez a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) para o sétimo recital da Série Música de Câmara 2019. A apresentação, que ocorre às 16h, fica por conta do Recital Plural, grupo composto por José Milton Vieira (trombone), Paulo Bergmann (piano) e Douglas Gutjahr (pandeiro), músicos da OSPA e convidado que compartilham o interesse pela música e o prazer da convivência com a arte. O programa é formado por um repertório majoritariamente nacional, incluindo peças de compositores da OSPA.

Sobre o repertório
O programa inicia com “Sonatina”, obra que surgiu do convívio do compositor Rodrigo Lima (1976) com os trombonistas Lucas Borges, Alciomar Oliveira e Carlos Eduardo Mello, para quem a dedicou.

Marcada por forte colorido modal, tem como foco a escritura rítmica no primeiro e no último movimentos, na qual trombone e piano conversam, construindo e desconstruindo pulsos e sonoridades. Em seguida a peça de Diego Silveira (1975) “Serra de Tremitação” é executada. O grupo interpreta “Modinha de Infância” do autor Fernando Deddos (1983), que é definida como “uma obra simples no cantar (trombone) e torta ao caminhar (piano), assim como a infância”. O autor se inspira na sonoridade das tradicionais modinhas e músicas populares da passagem entre os séculos 19 e 20 com verniz contemporâneo. Na peça “Do Vento ao Toque”, do compositor Douglas Gutjahr (1983), trombone e pandeiro dialogam com melodias que remetem ao cancioneiro popular.

“Notes of Love”, composta por Nicola Ferro (1974) em 2009 para o trombonista norte-americano Joseph Alessi, evidencia a versatilidade sonora do trombone com sua grande beleza e seu virtuosismo lírico claramente explícito. O piano também é protagonista na obra, com encadeamentos harmônicos e linhas melódicas, fazendo complementação perfeita ao trombone. “Pedacinhos do Céu”, de Waldir Azevedo (1923-1980), composta na década de 1950, ajudou na projeção internacionaldo compositor. Encerrando a apresentação da tarde, “Zabumdone”, do compositor Moisés Santos (1962).

Serviço
Recital da OSPA no Iberê Camargo – Série Música de Câmara
Quando: 27 de outubro | Domingo | 16h
Local: Auditório da Fundação Iberê Camargo (Avenida Padre Cacique, 2000)
ENTRADA FRANCA