Projeto cultural dará visibilidade a artistas de Novo Hamburgo e região

104
COMPARTILHAR

A Mesa de Arte na Praça abriu a Convocatória para artistas de Novo Hamburgo interessados em fazer parte da versão digital do projeto. O objetivo é promover o mapeamento e difusão das artes visuais na cidade, propiciando a cada artista um espaço individual de divulgação de sua trajetória e de sua produção, além de evidenciar o panorama da arte na região. “O prazo para inscrição segue até 30 de abril, e a única exigência é que os participantes sejam nascidos, residentes e/ou que tenham sua trajetória artística em Novo Hamburgo, e tenham a arte como um de seus ofícios”, destaca Ana Hauschild, artista plástica uma das idealizadoras da iniciativa.

O novo espaço de arte será desenvolvido no ambiente digital, com um site próprio e redes sociais divulgando as artes plásticas e visuais em suas diferentes formas de expressão (pintura, desenho, fotografia, escultura, gravura, grafite, charge, entre outros estilos). “Temos em Novo Hamburgo muita arte, muitos artistas e muita qualidade em diversas manifestações artísticas. Dar visibilidade a toda essa produção é uma forma de valorizar nossa diversidade cultural, levando mais longe toda essa riqueza”, diz a artista plástica Magna Sperb, também idealizadora do projeto.

Os recursos para realização da Mesa de Arte na Praça digital foram obtidos através da seleção no edital da Secretaria da Cultura (Secult) e Prefeitura de Novo Hamburgo, financiado com verba da Lei Aldir Blanc (14.017/2020), numa iniciativa da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo e Governo Federal. “Nosso foco é criar um espaço permanente de divulgação dos artistas e democratizar o acesso à cultura”, diz a fotógrafa e artista plástica Bala Blauth, que também integra o grupo de idealizadoras.

INSPIRAÇÃO – A ideia do projeto Mesa de Arte na Praça surgiu no coletivo A4 Falando em Arte (Ana Hauschild, Bala Blauth, Magna Sperb, Mona Locks / Débora Piva) com a proposta de difusão e democratização das artes, levando a produção de artistas a espaços pouco acostumados com ela. Desde 2016, foram realizadas oito edições em praças e locais de grande circulação de pessoas, surpreendendo o público com reproduções das obras dos artistas expostas em varais. Ao final, as peças foram distribuídas gratuitamente, possibilitando às pessoas levarem um pouco de arte para as suas casas.

Com a pandemia, as edições presenciais ficaram suspensas e surgiu a necessidade da versão virtual. “Percebemos que era não apenas uma necessidade do momento, mas um complemento perfeito para a versão presencial, nos permitindo levar a arte ainda mais longe e agregando informações sobre o panorama das artes visuais na cidade”, comemora Luana Khodja, que faz a produção executiva do projeto.

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES – As inscrições para o projeto seguirão até o dia 30 de abril. Serão solicitadas diversas informações sobre o artista, além de um pequeno texto sobre sua trajetória e imagens de algumas de suas obras, entre outros dados.
Saiba mais: facebook.com/mesadeartenapraca