Música inglesa popular e acadêmica no Domingo Clássico da Orquestra da Ulbra

COMPARTILHAR
Foto: Ricardo Ara

A música produzida na Inglaterra em diferentes estilos é o tema do próximo Domingo Clássico da Orquestra de Câmara da Ulbra, marcado para o dia 13 de outubro, às 19h, na Associação Leopoldina Juvenil. Sob regência de Tiago Flores, o concerto será dividido em dois momentos: na primeira parte, serão apresentadas obras da música inglesa acadêmica, com orquestra de cordas. Na segunda parte, a Orquestra ganha o reforço de um time de sopros e percussão, composto por flauta, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone e bateria para apresentar grandes sucessos de bandas inglesas.

O concerto inicia com Suite for strings, de John Rutter (1945), compositor, maestro, editor, arranjador e produtor de discos inglês, principalmente de música coral. Em seguida, a Orquestra apresenta Capriol – Suite for string Orchestra, obra baseada em danças renascentistas, composta 1926 e uma das mais populares de Peter Warlock (1894-1930), compositor e crítico musical britânico.

Após o intervalo, na segunda parte do programa, o repertório segue com Something (George Harrison – Beatles),Life on Mars (David Bowie), Can you feel the love tonight (Elton John) e Bohemian Rhapsody (Freddie Mercury – Queen). Os arranjos foram desenvolvidos especialmente para a Orquestra da Ulbra por Daniel Wolff, Pedro Figueiredo, Rodrigo Bustamante e Alexandre Ostrovski.

ORQUESTRA DE CÂMARA DA ULBRA
DOMINGO CLÁSSICO
Data: Domingo (13/10)
Horário: 19h
Local: Associação Leopoldina Juvenil (Marquês do Herval, 280)
Entrada Franca*
*Em parceria com o Projeto Juvenil Solidário sugere-se a doação alimentos não perecíveis.

PROGRAMA
John Rutter (1945): Suite for strings
Peter Warlock (1894-1930): Capriol – Suite for string Orchestra

INTERVALO
George Harrison: Something (Arranjo Daniel Wolff)
David Bowie: Life on Mars (Arranjo Rodrigo Bustamante)
Elton John: Can you feel the love tonight (Arranjo Alexandre Ostrovski)
Freddie Mercury: Bohemian Rhapsody (Arranjo Pedro Figueiredo)
Regência: Tiago Flores