Iguatemi Porto Alegre instala câmera de temperatura corporal para reforçar medidas de saúde e segurança contra a Covid-19

COMPARTILHAR
Buscando qualificar ainda mais as medidas de saúde e segurança no enfrentamento à pandemia de Covid-19, o Iguatemi Porto Alegre faz o uso da tecnologia para garantir maior segurança e agilidade aos clientes e lojistas. Foi instalada uma câmera que mede a temperatura corporal junto ao acesso F. O Iguatemi é o primeiro shopping da Capital a contar com esse equipamento, que já está funcionando em fase de testes há alguns dias. Caso o aparelho indique acima de 37,8°, alertas visuais são acionados para que uma equipe especializada possa dar as devidas orientações. Nesses casos, a pessoa abordada passará por nova aferição de temperatura, com termômetros infravermelhos convencionais, e será encaminhada para os atendimentos que se fizerem necessários.
A câmera fica posicionada em um totem informativo, com as medidas sanitárias adotadas pelo estabelecimento e um QR Code, e serve como primeira barreira de identificação e de contenção de casos chamados sintomáticos. Como a febre é um dos indicadores de possibilidade de Covid-19, ao ser detectada antes mesmo do teste, mais rapidamente se inicia a contenção.
O uso do equipamento também evita a exposição acentuada de funcionários e usuários do shopping, além de garantir maior celeridade no acesso.  A câmera ainda monitora se a pessoa que ingressa no shopping está usando máscara. Caso não esteja, um alerta visual será acionado, e a equipe do Iguatemi fará as orientações necessárias. O item é obrigatório e indispensável, para minimizar alguma possibilidade de contágio do novo coronavírus.
O Iguatemi Porto Alegre reforça ainda que todos os protocolos de saúde e proteção continuam sendo adotados. É possível o acesso ao empreendimento pelas portarias E, F e P1. O shopping funciona em horário reduzido, conforme decreto municipal vigente, com atendimento especial das 11h30 às 12h para grupos de risco, e das 12h às 20h para o público em geral, para o funcionamento das operações essenciais, tais como: farmácias, serviços na área da saúde, mercados e afins, ópticas, bancos, terminais de autoatendimento e lotéricas. Os serviços de Delivery e Drive Thru seguem funcionando para os serviços essenciais, restaurantes e demais operações de alimentação.