Diminuição gradual de linhas vai contribuir na circulação

163
COMPARTILHAR

Em razão da queda sistemática na demanda de passageiros registrada desde a semana passada, que chegou a 57% na última sexta-feira, 20, e 70% no domingo, 22, a Prefeitura de Porto Alegre, nesta terça-feira, 24, reduz a oferta em 25%. Para garantir atendimento para quem necessita do transporte coletivo, serão reforçados os horários da manhã e fim de tarde, principalmente nas regiões Sul/Sudeste e Cia Carris, para que não seja registrado acúmulo de passageiros além do considerado seguro pela Administração Municipal.

Além disso, as empresas terão ônibus extras para suprir alguma flutuação de demanda nos horários de pico, por se tratar de uma situação atípica, que pode necessitar de ajustes ao longo do dia. Segundo informações preliminares da Associação do Transportadores de Passageiros (ATP), a queda de passageiros registrada nessa segunda-feira deve superar os 65% por cento com relação a um dia útil normal.

A orientação é para que as pessoas fiquem em casa, só se desloquem por necessidade. Não é permitido o transporte de passageiros em pé. Por isso, os ônibus não param nos pontos de paradas quando sua capacidade de bancos estiver esgotada.

Os idosos continuam com seus benefícios desabilitados nos horários de pico para desincentivar o uso dos ônibus nestas faixas, para proteger sua saúde, das 6h às 9h e das 16h às 19h. Já os estudantes só poderão utilizar seu benefício entre 11h30 e 14h30, horário da merenda nas escolas.

Ainda que as empresas de transporte público coletivo estão implementando ações para que as determinações de higienização nos ônibus sejam alcançadas, ajustes podem ser realizados. Informações sobre disponibilidade de linhas podem ser consultadas, em tempo real, no aplicativo do TRI. Conforme a evolução dos acontecimentos, novas alterações podem acontecer ao longo da semana.
Para mais informações sobre coronavírus, clique aqui.
Fonte: site da Prefeitura Municipal de Porto Alegre