Dia Mundial da Amamentação – Como cuidar dos mamilos rachados das mamães para que amamentem sem dor

155
COMPARTILHAR

Em 01 de agosto, é comemorado o Dia Mundial da Amamentação. E o leite materno é o alimento de maior valor nutricional ao pequeno ser, envolvendo ternura e a cumplicidade, entre mãe e filho. Apesar de ser um ato de amor e, na maioria das vezes, prazeroso, a amamentação, também pode gerar fissuras ou rachaduras nos mamilos, trazendo desconforto e angústia.

As rachaduras são causadas pelo atrito que o ato de mamar gera. Podem estar relacionadas a “má pega” do bebê (forma como o bebê abocanha o seio, ao mamar). Ocorrem, nas primeiras semanas de amamentação, caracterizadas por dor e desconforto. “Muitas vezes podem apresentar pequenos sangramentos associados. É importante que se detecte e aborde a condição, o mais breve possível, para que não atrapalhe a continuidade da amamentação”. Quem faz o alerta, é a dermatologista, Ana Paula Caramori.

Ana Paula Caramori/ Dermatologista

É interessante que as mães peçam ajuda para profissionais treinados, que podem ensinar a como posicionar e estimular o bebê para mamar corretamente. “A pega correta é fundamental para o sucesso do aleitamento e para manter a saúde da pele da mamilo”, enfatiza a dermatologista. A médica apresenta algumas dicas essenciais para contornar os problemas, que podem ser ocasionados durante o período da amamentação. “É importante, neste processo, contar sempre com a supervisão médica de um dermatologista ou ginecologista/mastologista”, destaca Ana Paula Caramori.

Dicas para o cuidado com a pele dos seios e dos mamilos durante a gestação & período de amamentação.

  1. Não é necessário esfregar os mamilos, para que engrossem, como se pensava antigamente. O mais importante é manter a pele das mamas bem hidratada!
  2. As mudanças hormonais, que ocorrem na gravidez, já irão preparar seus mamilos e mamas para a amamentação.
  3. É recomendado que se use sutiãs específicos à amamentação, pois têm melhor sustentação e possuem um forro, que absorve o leite residual. Observar a numeração correta e, de preferência, escolher modelos feitos com tecidos suaves como o algodão. Os forros (absorventes para mamas) devem ser trocados com frequência, para que a pele da mama não fique umedecida e frágil. A umidade, facilita infecções fúngicas ou bacterianas.
  4. É interessante pressionar, ligeiramente, cada mamilo até sair um pouco de leite e molhar todo o mamilo e aréola para iniciar a mamada.
  5. Após a amamentação, seque suavemente a mama ou deixe o leite secar naturalmente. Isso irá ajudar a pele das seus mamilos. Não é necessário lavar as mamas, após cada aleitamento.
  6. Sugerimos que, no banho, se utilize apenas água morna, sem sabonete, a fim de não causar irritação, nem remover em excesso a oleosidade da pele. Evite usar buchas ou esponjas!
  7. Após o banho, seque as mamas, suavemente, com toalha macia, ou deixe secar ao natural, sem sutiã.
  8. Também é interessante permanecer algumas horas do dia, com as mamas expostas sem o sutiã, para que arejem e não fiquem úmidas.
  9. Se os mamilos estiverem machucados, também podem ser utilizadas as almofadinhas de hidrogel, que melhoram a hidratação e aliviam a dor. Elas podem ser colocadas na geladeira, antes da aplicação.
  10. Há muitas recomendações populares, que não fazem sentido, podendo ser prejudiciais. É absolutamente contra indicado passar produtos contendo álcool, mertiolate, sabonetes antissépticos ou qualquer outra substância secante ou desinfetante nos mamilos, durante a fase da amamentação. Além de gerar danos à pele do mamilo, pode ser muito prejudicial ao bebê, que irá ingerir estas substâncias ao mamar.
  11. Quando houver alterações como feridas ou fissuras nos mamilos, deve-se tentar continuar amamentando, mas é imprescindível avaliar se o bebê está mamando na posição correta. A “pega incorreta” é o fator gerador de fissuras, mais comum. O ideal é que esta avaliação seja feita por um médico dermatologista ou ginecologista/mastologista ou profissional da saúde treinado.
  12. Para aliviar as rachaduras, pode ser aplicado, nos mamilos, cremes de barreira à base de dexpantenol e lanolina (cujo excesso deve ser removido antes de mamar).