‘Depois de Ser Cinza’: longa nacional ganha premiere mundial em festival dos EUA

COMPARTILHAR

“Depois de ser Cinza”, longa de estreia de Eduardo Wannmacher, terá sua primeira exibição pública na edição online do 28º Providence Latin American Film Festival. O público brasileiro poderá assistir gratuitamente ao filme durante todo o dia 3 de outubro (sábado) no site plaff.org, mediante registro. A produção tem previsão de lançamento comercial marcada para 2021.

Drama intimista, “Depois de ser Cinza” acompanha três mulheres – Isabel (Elisa Volpatto), Suzy (Branca Messina) e Manuela (Silvia Lourenço) – e seus relacionamentos com Raul (João Campos). Em três tempos diferentes, a trama se desenvolve entre Croácia e Brasil. Leo Garcia (“Legalidade”) assina o roteiro.

João Campos & Elisa Volpatto – Crédito: Leonardo Maestrelli

Com produção de Frederico Mendina, a realização é da produtora Pironauta (de Porto Alegre), em coprodução com a Ausgang. “O filme estreia em um dos mais tradicionais festivais de cinema latino dos EUA”, diz o produtor Frederico Mendina. “É importante salientar que as fontes de fomento público são fundamentais para que o cinema nacional possa levar nossa cultura para o mundo”, destaca.

O financiamento é do Edital de Concurso “RS Polo Audiovisual – produção em longa-metragem” Pró-cultura RS FAC; Ancine – através do Fundo Setorial do Audiovisual; e do VI Prêmio Santander Cultural / Prefeitura de Porto Alegre / APTC-ABDRS para desenvolvimento de projetos de produção de obras visuais cinematográficas de longa-metragem.

Canais de comunicação
Site oficial: pironauta.com.br
Instagram: @pironauta
Facebook: /Pironauta