Curiosidades 2

402
COMPARTILHAR

Monumento aos Açorianos
Inaugurado em 26 de março de 1974, dentro das comemorações do aniversário de Porto Alegre, o monumento homenageia os primeiros 60 casais de açorianos que povoaram a cidade, em 1752.

A obra possui 17 metros de altura por 24 metros de comprimento e foi criada pelo escultor Carlos Tenius, toda em aço. Em forma de caravela, o monumento é composto  de corpos humanos entrelaçados, com uma figura alada à frente, que lembra Ícaro e representa a Vitória.

Na base do monumento, localizado na avenida Loureiro da Silva, está escrito: “Jamais sonhariam aqueles casais açorianos, que da semente que lançavam ao solo nasceria o esplendor desta cidade.”

Monumento ao Expedicionário

O nosso Arco do Triunfo
Quem aproveita (antes da quarentena e depois dela) o sol das manhãs de domingo para passear no Brique da Redenção, já deve ter se perguntado algo sobre Monumento ao Expedicionário, que fica bem na frente da rua Santana.

O monumento é uma homenagem aos pracinhas da Força Expedicionária Brasileira – FEB, que combateram na Itália, durante a II Guerra Mundial.

Inaugurado em 16 de junho de 1957, o monumento é resultado de uma ideia lançada pelo jornal Correio do Povo, em 1946, e que gerou um concurso público para o projeto de um “arco do triunfo”. Quem venceu a disputa foi o escultor pelotense, Antonio Caringi, autor de várias obras icônicas de Porto Alegre, entre elas o célebre “Laçador”.

O desenho de Caringi foi muito criticado à época, inclusive por membros da comissão julgadora, por ter duas aberturas iguais, diferente de todos os arcos famosos do mundo, que possuíam uma única abertura ou uma grande abertura ladeada por duas menores. Imaginem se os porto-alegrenses não gostavam de uma treta, já naquela época!

Monumento a Castelo Branco

Monumento ao Marechal
Outra obra do escultor Carlos Gustavo Tenius, está localizada no Parque Moinhos de Vento. Inaugurado em 1979, o monumento homenageia o Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, primeiro presidente do período militar, iniciado em 1964. Assim como o monumento aos Açorianos, este também foi produzido em aço.

Hidráulica ou Versalhes?
Ali no coração do bairro Moinhos de Vento há um prédio com arquitetura inspirada no Palácio de Versalhes. Tão pensando o quê!?

Hidraulica

A sede da Hidráulica do Moinhos de Vento começou a ser construída em 1927, pela empresa americana Ulen And Company e inaugurada, no ano seguinte, pelo então prefeito Alberto Bins.

A torre da hidráulica foi desativada em 1969. Sua caixa d’água abasteceu, por muito tempo, boa parte do Centro Histórico.

Atualmente, o prédio da Rua 24 de Outubro abriga um Centro Cultural para exposições e apresentações artísticas.