Através de seu braço gastronômico, Cervejaria Dado Bier ganha um novo rosto nas rede sociais

223
COMPARTILHAR

Poucas empresas vincularam com tanta assertividade sua marca a um rosto do que a Cervejaria Dado Bier. A partir do apelido de seu fundador e presidente, Eduardo Bier, a companhia carrega consigo todo uma identidade visual e simbólica que a fez tão querida pelo público nos últimos 25 anos. Contudo, com as ações institucionais promovidas pela empresa durante o isolamento social um novo rosto chama atenção: o de Manoela Bertaso, filha de Eduardo Bier, curadora de gastronomia da empresa e nome à frente das lives que tratam do tema no perfil da marca no Instagram (@dado_bier). 

Segundo Manoela, a iniciativa de ensinar receitas aos seguidores da Dado Bier foi a forma encontrada para manter o público engajado e conectado com o braço de gastronomia e de restaurantes da empresa neste período de isolamento social. “Estávamos tentando entender como gerar conteúdo interessante nesse momento de isolamento. E como a gastronomia sempre foi um dos nossos pilares, essas lives foram formatadas com o intuito de atender essa demanda”, analisa. 

Até o momento, seis receitas foram apresentadas ao público pela rede social: Farofa de banana com couve; tempurá de vegetais com cerveja Dado Bier; salada de massa com atum; frittata com abobrinha e cenoura ralada; pastel com guisado, queijo e tomatinho; e hambúrguer de feijão. “Foquei em receitas fáceis e que pudessem ser feitas com o que se tem na geladeira. Estamos em um momento onde menos sair de casa, melhor. Então, não faz sentido propor receitas em que o público tenha que procurar ingredientes exóticos e precise sair pra comprar. Além disso, as pessoas estão cansadas de ficar na cozinha, tendo que conciliar o tempo com outras atividades. Praticidade foi a regra”, explica. 

Formada em Gastronomia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e a caminho de concluir o curso de Administração na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Manoela conta que durante a graduação até postava fotos de seus pratos, mas nunca um passo a passo de suas receitas. “Eu sempre tive vontade, mas nunca fiz. E nas lives consegui fazer isso com uma receptividade que está muito legal. O público curte e compartilha fotos conosco dos resultado das receitas. Está muito legal essa troca”, conta. Ela continua, “Espero que tenhamos impactado alguém, propondo uma facilidade ou novos pratos. Estamos passando mais tempo em casa, cozinhamos mais e é bom sair da rotina e tentar algo novo. É um período propício para aventuras na cozinha”.

Em um contexto onde há uma grande oferta de lives e uma demanda que não está à altura, a empresa optou por mudar a dinâmica dos conteúdos: em vez de transmissões ao vivo serão apresentados vídeos devidamente editados através do IGTV. “A live é um formato complicado e foi um desafio se adaptar a ele. Há vários processos na cozinha que são importantes de ser mencionados, mas não tão legais de ser exibidos, como o tempo de refogar uma cebola, por exemplo. O novo formato será mais objetivo, dinâmico e haverá uma conexão com receitas que dialoguem com a cerveja”, explica.

Manoela também é protagonista na mudança radical que a sede da Dado Bier em Porto Alegre, no Bourbon Shopping Country (Av. Túlio de Rose, 100 – Passo d’Areia), passa desde janeiro. O Food Hall da Dado Bier, que reunirá ao redor da experiência cervejeira excelentes opções gastronômicas, conta com sua curadoria. “Nosso desejo é que público chegue e vá ficando, que possa encontrar tudo que precisa, tanto em consumo quanto em experiência”, conclui.