Às vésperas de completar 30 anos, Kiosque Brasil quer resgatar economicamente a Cidade Baixa

COMPARTILHAR
Kioske Brasil quer resgatar economia da Cidade Baixa - Crédito Diego Larré

Conhecido como o Bar da Copa do Mundo do Brasil, em 2014, quando diariamente passavam mais de 3 mil pessoas, o local quer ser um reduto de resistência na Cidade Baixa após esse complexo período econômico que a pandemia de covid-19 criou. Segundo Robson Santos, gerente do bar, as coisas têm caminhado para voltar ao normal e isso graças ao avançar da vacinação e, claro, o aumento da temperatura.

“Antes da pandemia, nós vendíamos mais de 10 mil litros de cerveja. Durante dois anos seguidos fomos considerados os maiores vendedores de cerveja de todo o Rio Grande do Sul. Hoje, ainda estamos distantes destes números, mas há uma curva ascendente. Em setembro passamos a marca dos 4 mil litros”, explica.

Conhecido pelo open bar diário que acontece das 18h às 20h, o Kiosque Brasil também é uma referência quanto à cobertura esportiva. Mais do que transmitir todas as partidas da Dupla Gre-Nal e da Seleção Brasileira, a carta de drinks conta com opções temáticas – a caipirinha da casa é servida em um copo que emula uma bola de futebol – e o espaço ainda apresenta uma programação especial para os fãs do MMA.

Robson Santos , gerente do Kioske Brasil – Crédito Diego Larré

“É comum em Porto Alegre a cultura de bares identificados. Gremistas vão nestes e colorados naqueles. O Kiosque se esforça para congregar todos. Por isso, em dia de Gre-Nal ampliamos o espaço para dois ambientes, tomamos as precauções logísticas necessárias e transformamos o bar numa arquibancada. É uma experiência única”, explica Robson Santos

Criado em 1992, a primeira sede do Kiosque Brasil foi na Zona Norte de Porto Alegre, na Avenida Assis Brasil. Tanto é que o acréscimo do nome Brasil à marca é uma referência a sua origem. Apenas em 2012 o bar se mudou para a Cidade Baixa, onde se tornou essa grande referência. De lá não se pretende sair. Pelo contrário, o objetivo é resgatar a região.

Fonte: @azpressbrasil