ABF se reposiciona no mercado com lançamento de alto padrão

COMPARTILHAR
Fachada

A ABF Empreendimentos Imobiliários iniciou um processo de transição, assumindo o protagonismo dos seus empreendimentos. O primeiro passo foi a internacionalização da empresa, que agora se chama ABF Developments, com a abertura de uma sede em Barcelona. Agora, chega o momento do lançamento do primeiro projeto autoral, o Capítulo 1, localizado no bairro Três Figueiras, em Porto Alegre.

“Anteriormente comprávamos as áreas, desenvolvíamos os projetos e posteriormente buscávamos um incorporador. Nesse formato, fizemos 15 empreendimentos como gestores desses investimentos, onde participavamos como permutantes dos terrenos com as incorporadoras elegidas.  Como o Capítulo 1 tem um conceito inovador, que é o DNA da empresa, entendemos que nós mesmos poderíamos incorporá-lo”, explica Eduardo Fonseca, CEO da empresa.

A ABF Developments tem um conceito de start up no mercado imobiliário. Os produtos são disruptivos e, dentro disso, a empresa pensa diariamente em novas ações e desenvolvimentos que agreguem valor a eles, com o objetivo de trazer mais inovação à Porto Alegre. “Somos curiosos, desbravadores e muitos sedentos por ver coisas novas e aprender sobre arte, luxo, arquitetura, real estate, urbanismo e de que forma podemos incorporar essas novas tendências na capital gaúcha”.

O Capítulo 1 foi criado para um mercado de produtos de alto padrão, com arquitetura autoral, design vanguardista, conceito de casa e segurança e infra estrutura de um prédio. “Juntamente com os sócios no empreendimento, o Três Figueiras Partners, compartilhávamos de uma mesma sensação: que havia um nicho de mercado no Sul de pessoas descoladas que viajavam, gostavam de arte e arquitetura, que estavam desassistidas. Além disso, gostávamos muito do conceito de morar em casa de forma segura,mas em uma região mais central, o que Porto Alegre não oferecia, obrigando as pessoas a morarem em condomínios afastados. Esse projeto chega para atender essa demanda”, conta Felipe Hund, sócio da FRH, uma das empresas participantes do projeto.