20% dos bares e restaurantes de Porto Alegre devem fechar definitivamente

181
COMPARTILHAR

Em entrevista ao blog do jornalista Políbio Braga, o especialista em competitividade do Sebrae-RS, Roger Klafke alerta que as micro e pequenas empresas não têm fluxo de caixa para sobreviver mais do que 20 dias sem atividade, e como esse tempo já passou em muito, as possibilidades de empresas quebrarem aumenta dia após dia.

Ele lembra a previsão da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel, segundo a qual cerca de 20% dos empreendimentos do setor deverão encerrar suas atividades. Roger ressalta a situação de Porto Alegre, onde a maioria dos estabelecimentos estão proibidos de funcionar.

O especialista do Sebrae informa que recente pesquisa revela a disposição dos empreendedores do setor de bares e restaurantes em continuar ou não com suas operações. Segundo o levantamento, 47% pretendem manter o negócio, 25% reformatar, 16% reduzir, 10% expandir, 10% e apenas 2% fechar. Entre a intenção do empresário e a realidade há um grande desafio a ser vencido.

O Sebrae-RS montou até a “Cartilha para Quando Voltar”, a fim de ajudar pequenos empreendedores a enfrentar esses dias difíceis de pandemia e se preparar para o pós-pandemia.