João Luz é o novo produtor executivo do estúdio Wolfwolf

41
COMPARTILHAR

Quando o planejador Léo Sassini e o criativo Roberto Fabri deixaram para trás seus empregos na Grey e na SapientNitro, respectivamente, a vontade de ter um negócio próprio era latente. A dupla enxergava a oportunidade de, em uma mesma estrutura, combinar planejamento e criação com uma pegada forte de produção. Há três anos nasceu o Wolfwolf, um estúdio que cria e produz filmes em parceria com as agências e as marcas.

Mais tarde, Jay Sassini, ex-diretor de criação da Oz estratégia+design, juntou-se à empresa como diretor criativo do estúdio. Os sócios optaram pela discrição durante este período até ajustarem a operação, o modelo de negócio, conquistarem os primeiros clientes e colocarem projetos de relevância na rua. A estratégia deu certo e atraiu mais um parceiro. Hoje, os irmãos Sassini e Fabri contam com mais um aliado: João Luz, o Jony.

Jony entra para a alcateia como produtor executivo. O profissional possui vasta experiência no mercado de produção e teve passagens pelas produtoras audiovisuais Delicatessen Filmes, PBA Cinema, Dogs Can Fly Content Co. e Crash of Rhinos. “Nossa estratégia sempre foi posicionar o estúdio como um parceiro que ajuda a viabilizar projetos de filmes, cujo escopo é diferente do que as agências estão acostumadas a desenvolver. Trouxemos o Jony porque ele é uma pessoa que viabiliza, que faz as coisas acontecerem na prática. O desafio dele será buscar novos modelos para produzir e questionar antigos paradigmas”, afirma Léo.

Com nova sede, localizada em Pinheiros, o estúdio existe após seus sócios levarem em conta que nos dias de hoje os filmes são conteúdo-chave das principais plataformas digitais de comunicação. Mas vai além disso, para o quarteto de talentos é preciso considerar o aumento da diversidade de formatos, ter a sensibilidade de como as histórias devem ser contadas e, principalmente, saber analisar e entender como as pessoas consomem e interagem com estes conteúdos.

O diferencial do estúdio criativo está na combinação de profissionais com distintas características, que tornam possível trazer soluções mais específicas e completas para cada tipo de ideia. Além disso, cada job tem um líder que acompanha o processo do início ao fim. “Esta escolha é determinada pelo principal desafio do projeto, que pode tanto demandar um olhar estratégico para tornar o conteúdo parte de um ecossistema cada vez mais complexo, ou encontrar formas interessantes de comunicar sem perder de vista as métricas e os dados gerados pelas plataformas”, completa Léo.