COMPARTILHAR

Grupo RBS anuncia estrutura de redações integradas e novas lideranças no jornalismo

19

O Grupo RBS dá mais um passo no processo de evolução de sua estratégia de investimento em jornalismo a partir de um modelo de produção de conteúdo mais integrado, com foco na jornada do consumidor em todas as plataformas. Gaúcha, Zero Hora e Diário Gaúcho passam a operar juntos e em uma mesma redação integrada. Marta Gleich assume como diretora de Jornalismo de Rádio e Jornal, respondendo pelas marcas Gaúcha, CBN, ZH, Diário Gaúcho, Pioneiro e GaúchaZH, preservando o território de atuação de cada uma delas e ampliando a proximidade com o público. Marta dividirá com Cezar Freitas, diretor da RBS TV, a liderança do jornalismo da empresa, respondendo para a vice-presidente de Produto e Operações, Andiara Petterle.

A mudança tem também como pilar importante o reconhecimento de talentos. Outros seis jornalistas assumirão novos desafios: Daniel Scola será o novo gerente-executivo da Rádio Gaúcha, com o apoio de Andressa Xavier, nova editora-chefe da rádio. Rafael Cechin comandará o Esporte de três marcas (Gaúcha, ZH e DG), numa visão integrada de concepção e entrega de conteúdo. Nilson Vargas irá liderar ZH, DG e Pioneiro. Carlos Etchichury torna-se editor-chefe de ZH, e Diego Araujo terá a mesma função no DG. Andreia Fontana segue no comando do Pioneiro, em Caxias do Sul.

Desde 2016, a RBS vem realizando uma análise profunda, fundamentada em pesquisas com o público, benchmarking e apoio de consultorias internacionais para promover a evolução de suas marcas de jornalismo. Como base dessa visão estratégica está o desejo permanente de acompanhar as tendências e melhores práticas mundiais da indústria e as demandas dos consumidores. O formato mais integrado para produção de conteúdo permite mais flexibilidade e adaptação constante à jornada do consumidor, além de promover um ambiente de inovação, criatividade e propício à descoberta e ao desenvolvimento de novos talentos. Em um primeiro movimento, foi criado o grupo de jornalismo investigativo (GDI) – que desde então já realizou 37 reportagens e recebeu 11 prêmios e, na nova estrutura, passa a ser liderado pela jornalista Dione Kuhn. Zero Hora e Diário Gaúcho também já haviam unido suas expertises para reforçar a cobertura de temas de segurança, serviços e cotidiano de Porto Alegre. Em setembro do ano passado, a empresa lançou GaúchaZH, um co-branding entre as marcas Gaúcha e Zero Hora nas plataformas digitais, cuja audiência já é de 12 milhões usuários/mês.

Em fevereiro deste ano, a vice-presidente de Produto e Operações da RBS, Andiara Petterle, esteve no seminário “Oxford Perspectives – Envisioning the Newsroom in 2020”, discutindo com líderes de empresas de conteúdo do mundo inteiro, entre outros temas, como serão as redações do futuro. O Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, é referência global em tendências de jornalismo, consumo de mídia e digital.

“As estruturas são o reflexo da nossa estratégia olhando para o futuro: fortalecimento do jornalismo local, com profissionais de excelência produzindo conteúdo para todas as plataformas. Lançamos no ano passado o GaúchaZH, que tem se provado um sucesso de integração e nos anima a investir em mais e novos projetos de jornalismo. Nosso foco são redações produzindo o melhor jornalismo para os gaúchos com processos mais contemporâneos e valorizando os nossos melhores talentos, um diferencial sempre presente na RBS. Fico muito feliz de promovermos tantas boas lideranças na rádio e nos jornais “, diz Andiara Petterle.

O projeto foi apresentado nesta tarde (18), em primeira mão, para jornalistas de Zero Hora, Diário Gaúcho e Gaúcha. A partir de maio, as equipes passarão a ocupar o mesmo espaço físico em uma redação mais moderna.