Grupo Publique completa 30 anos na comunicação para pecuaristas e agricultores

717
COMPARTILHAR

O ano era 1988. O País, de 140 milhões de habitantes, voltava a conviver com a Democracia, ganhava uma nova Constituição e se preparava para eleger o Presidente da República depois de 29 anos. O agronegócio produzia menos de 60 milhões anuais de toneladas de grãos e a balança comercial do segmento não passava de US$ 1,6 bilhão. Em meio a este cenário, Carlos Alberto da Silva, hoje conhecido como o Carlão da Publique, já atuava no setor, desde 1986, primeiro como assistente de marketing da Pecplan Bradesco e, depois, como contato comercial da Revista dos Criadores. A ideia de fundar a Publique surgiu dessa experiência e aconteceu oficialmente no dia 23 de setembro de 1988, quando ainda faltavam alguns meses para o diploma de jornalista, que chegou ao final daquele mesmo ano.

A empresa nasceu para prestar serviços de comunicação para pecuaristas e agricultores, com foco especial em leilões de gado de raça, associações de criadores e fazendas em geral. De olho no salto que estava para ocorrer, juntou-se ao seu antigo patrão, o empresário Nilton Cândido Silva, e, juntos, criaram a empresa, inicialmente uma agência de publicidade. No ano seguinte, o fotógrafo Fábio Fatori juntou-se ao empreendimento. Clique aqui e assista o vídeo.

Inovação e criatividade sempre estiveram no cerne das atividades. Ao celebrar 10 anos, a empresa adotou um novo posicionamento e passou a se chamar Grupo Publique, uma alusão à ampliação das atividades da empresa para áreas como assessoria de imprensa, banco de imagens e captação de recursos de patrocínio e merchandising para os eventos de seus clientes. A celebração dos 10 anos foi de uma criatividade impressionante.

O tempo passou, o novo século chegou, as commodities agrícolas tornaram-se objeto de desejo no planeta inteiro e o Brasil se transformou em um campeão de produtividade e exportações. Safra de 220 milhões de toneladas de grãos. Maior exportador mundial de carne de frango, carne bovina, café, soja e milho. Balança comercial de quase US$ 100 bilhões. E um mercado interno com mais de duzentos milhões de consumidores.

Em sua terceira década, a empresa continuou crescendo em direção a novos horizontes. Recebeu reconhecimentos importantes pela trajetória, como os diversos prêmios da ABMR&A, Associação Brasileira de Marketing Rural & Agronegócios. Carlão da Publique é eleito Homem de Mídia pela ABC, Associação Brasileira de Criadores, e é homenageado com o Prêmio Especial Beef Expo 2015. Adquiriu a Revista AgroRevenda, lançou publicações customizadas, como Senepol, Gir Leiteiro e AgroGuia da Folha de S. Paulo, além de dezenas de títulos feitos sob medida para diversos clientes, dentre eles o Noticiário Tortuga, da DSM.

Foi realizado uma série de encontros com pecuaristas produzida para a multinacional DuPont. Em um desses encontros, precisamente no dia 26 de agosto de 2014, em Vila Rica/ MT, que nasceu a semente do Programa Fala Carlão. Primeiro, no Facebook pessoal do Carlão, posteriormente, ganhou uma fanpage e culminou com o Blog no site do Canal Rural, que já conta com mais de 2.200 edições no ar. Desde março de 2018, com a estreia no Canal Rural, o endereço mais tradicional do segmento, o programa Fala Carlão coroa e homenageia o início de um novo ciclo, celebra os 30 anos de atividades do Grupo e pavimenta o caminho da quarta década de vida, com novas ferramentas de comunicação para o desenvolvimento cada vez maior do marketing para o agronegócio.

“Nesta caminhada toda, a principal lição que aprendemos foi a importância da satisfação, do retorno financeiro e de imagem. O trabalho é fruto do planejamento, da criação e do atendimento. Chegar aos 30 anos com todo o respeito do mercado é um sinal inequívoco de que o caminho trilhado sempre foi o da inovação, criatividade e eficiência na gestão da verba de nossos clientes”, finaliza Carlão da Publique.