Coca-Cola FEMSA Brasil valoriza eventos regionais

COMPARTILHAR

Mesmo seguindo o alinhamento da plataforma global de Coca-Cola, a FEMSA, gigante mexicana que comprou a Coca-Cola/Vonpar, em 2016, segue, paralelamente, dando importância às ações regionais. Uma delas é o patrocínio do Planeta Atlântida, maior festival de música do sul do Brasil, ao lado de Schin, Renner e Agibank. Para tornar essa 23ª edição do evento uma experiência única e uma oportunidade de interação com o público jovem, as marcas preparam ações exclusivas. O Planeta acontece nos dias 01 e 02 de fevereiro, na sede da Saba, na praia de Atlântida (RS).

 “As ações no Planeta seguem na mesma linha da nova campanha de verão ‘Vai no Gás’, que tem total afinidade com a música. Estamos convocando as pessoas a curtirem de forma intensa. Por isso, nossas experiências de marca estão focadas em entregar o gás que todo o planetário precisa para os dois dias de evento”, explica Luciano Sá, gerente de Marketing da Coca-Cola FEMSA Brasil.

Espaços interativos, com DJs nos intervalos dos shows, distribuição de brindes,  performance do grupo FitDance são alguns dos destaques. Ainda na pista, um espaço de 16 metros quadrados será dedicado a Sprite que, a pedido dos consumidores, mudou a fórmula e retornou ao mercado com a versão original da bebida. Outra marca que vai estar presente é a Coca-Cola Café Espresso Plus. Para os convidados do camarote, haverá degustação do produto.

Na área de camarotes, estão confirmados o youtuber Lucas Rangel e o instagramer Nana Rude.

Luciano Sá

Luciano Sá, gerente de Marketing da Coca-Cola FEMSA Brasil, responde:

O que mudou em termos de estratégia de marketing desde que a FEMSA adquiriu a Coca-Cola do Grupo Vonpar?

Mesmo seguindo um alinhamento global de Coca-Cola, a marca, desde que foi adquirida pela Femsa, segue dando importância para as ações regionais, como era feito no tempo de Vonpar. Fizemos renovação de diversos contratos, patrocínios de futebol e outros que incentivam a vida ativa saudável. O Planeta Atlântida sempre teve grande valor por ser uma plataforma para falar com público teen. Ano passado (2018) ficamos de fora porque era ano de Copa do Mundo onde fizemos um investimento muito alto. Vamos completar quase três anos da compra da Vonpar pela Femsa.

Qual é o maior desafio da marca Coca-Cola neste contexto de busca por produtos saudáveis?

É uma mudança de olhar. Coca-Cola vai além do clássico refrigerante com açúcar porque tem um portfólio completo. Temos mais de 100 produtos. A Coca original com açúcar tem um público fiel que ama. Existe sim uma preocupação de ter produtos saudáveis. Lançamos diversos produtos novos, com redução de calorias e redução de açúcar. Temos um portfólio grande de refrigerantes sem açúcar. Todos tem a versão zero.

Defendemos a vida ativa saudável, incentivamos que as calorias sejam gastas através do esporte. Temos linha de sucos, enérgicos, chás, águas, águas saborizadas, enfim um portfólio gigantesco que busca oferecer opções de escolha. Preocupação maior dos últimos lançamentos é que tenham menos açúcar ou mesmo zero açúcar.

O que o Planeta contribui para marca?

Sem sombra de dúvidas, de todos os festivais que temos no Brasil – isso comprovado por pesquisas – o Planeta é o maior festival com concentração de teen. Coca-Cola, dentro da região de Femsa, vai estar no Planeta e no Lollapalooza, e a marca também estará no Rock in Rio.

Se for analisar o público, é a maior concentração de jovens. Está dentro da nossa plataforma.