Espetáculo “Ninguém me disse que haveria dias como estes” é o destaque desta semana do festival “Novembro das Artes”

COMPARTILHAR

Na segunda semana de programação, a mostra Novembro das Artes terá a reestreia do espetáculo Ninguém me disse que haveria dias como estes em uma curta temporada de apenas três apresentações na Sala Álvaro Moreyra. Dirigida por Liane Venturella e Nelson Diniz, tem como tema o turbulento cênico político atual. No sábado, haverá a estreia da Conversa no Foyer com o tema Dramaturgia Autoral dos Grupos e presença do premiado dramaturgo gaúcho Diones Camargo. As peças Inimigos na Casa de Bonecas e As Aventuras do Pequeno Príncipe realizam as últimas apresentações neste fim de semana.

Sem nenhum patrocínio e  promovido por cinco grupos gaúchos – Projeto Gompa, Cia. In.Co. Mo.De-Te, Coletivo Desvio, Quimera Criações Artísticas e Teatro Ateliê -, o festival é uma maratona artística com diversas atrações para crianças e adultos no Centro Municipal de Cultura, em Porto Alegre. Também integram a mostra os espetáculos o Chapeuzinho Vermelho (Prêmios Tibicuera e RBS TV de melhor espetáculo, em 2017), DentroFora (Troféu Braskem de melhor espetáculo, em 2010), Das Cinzas CoraçãoMovimentos sobre Rodas Paradas e o O Mirabolante Rei das Tretas. No dia 23 de novembro, a Noite das Artes terá show de Antônio Carlos Falcão.

O projeto mantém a presença de food trucks e food bikes como opções gastronômicas. O público pode comprar combos de até seis ingressos, o que reduz o valor unitário das entradas.

INIMIGOS NA CASA DE BONECAS – Projeto GOMPA
Duração: 75min
Classificação etária: livre

Inimigos na Casa de Bonecas é um espetáculo inspirado nas obras Uma Casa de Bonecas e O Inimigo do Povo, de Henrik Ibsen. Os textos do dramaturgo norueguês servem como ponto de partida para a construção de um espetáculo com ênfase em questões de gênero, corrupção e onipresença das mídias.

Ficha Técnica
Elenco: Sandra Dani, Janaina Pelizzon, Nelson Diniz, Liane Venturella, Lauro Ramalho, Álvaro RosaCosta Fabiane Severo; Participação especial: Pedro Bertoldi; Direção: Camila Bauer; Dramaturgia: Marco Catalão, Pedro Bertoldi e Camila Bauer a partir das obras Uma Casa de Bonecas O Inimigo do Povo, de Henrik Ibsen (tradução Leonardo Pinto Silva), em colaboração com o elenco; Direção coreográfica: Carlota Albuquerque; Composição e desenho sonoro: Álvaro RosaCosta; Iluminação e videografia: Ricardo Vivian; Cenografia: Élcio Rossini; Figurinos e maquiagem: Liane Venturella; Desenhos e pinturas figurino: Lipe Albuquerque; Criação e confecção de máscaras: Fábio Cuelli; Mídias sociais e criação de memes em vídeo: Laura Hickmann; Assessoria de imprensa: Lauro Ramalho; Arte gráfica: Jéssica Barbosa; Fotografia: Adriana Marchiori; Realização e produção: Projeto Gompa.

AS AVENTURAS DO PEQUENO PRÍNCIPE – Projeto GOMPA
Duração: 60 minutos
Classificação etária: livre

As Aventuras do Pequeno Príncipe é uma adaptação feita pelo grupo da obra O Pequeno Príncipe, de Antoine Saint-Exupéry, e traz, de forma lúdica, questionamentos e diferentes formas de ver o mundo. O projeto propõe difundir esta obra por meio de um espetáculo destinado especialmente ao público infantil. Os valores abordados pelo autor são vivenciados pelos atores Manu Goulart, que interpreta o Pequeno Príncipe, Jéferson Rachewsky e Letícia Paranhos – que se alternam na construção dos demais personagens, utilizando técnicas de teatro, artes visuais, música e circo.

Ficha Técnica
Dramaturgia: Camila BauerJéferson RachewskyManu Goulart e Renata Cieslak; Direção: Camila Bauer; Assistente de Direção: Matheus Melchionna; Elenco: Jéferson Rachewsky, Letícia Paranhos e Manu Goulart; Cenografia: Élcio Rossini; Figurino: Rita Spier; Confecção de Figurino: Rita Spier Naray Pereira; Iluminação: Thais Andrade e Carol Zimmer; Operação de Som: Fernanda Fávero; Preparação Vocal: Luciana Kiefer; Preparação Corporal: Carlota Albuquerque; Trilha Sonora: Fernando Mattos Beto Chedid; Letra das Canções: Jéferson Rachewsky; Efeitos Sonoros: Kevin Brezolin; Maquiagem: Luana Zinn; Fotografias: Adriana Marchiori; Produção: Raiar Produções;

NINGUÉM ME DISSE QUE HAVERIA DIAS COMO ESTES – Coletivo Desvio
Duração: 60min
Classificação Indicativa: 14 anos

Ninguém me disse que haveria dias como estes foi encenada pelo Coletivo Desvio com a direção de Liane Venturella e Nelson Diniz para conclusão do curso de formação de atores da Casa de Teatro de Porto Alegre, em novembro de 2017. Em junho de 2018, foi remontada a partir do projeto Novas Caras.

Ficha Técnica
Direção: Liane Venturella e Nelson Diniz; Elenco: Bruna CentenoBruno BazzoCarolina SparrembergerFelipe MachadoGabriela IablonovskiGabriela SpineliGuilherme Carravetta De Carli, Iluska Moura, Maria Bufrem, Martina Pilau, Mateus Gomes Atz, Mathiaca Trindade, Nathália Severo e Rafaela Fischer; Orientação dramatúrgica: Nelson Diniz; Direção musical: Álvaro RosaCosta; Música original A CuraÁlvaro RosaCosta; Criação e operação de luz: Ricardo Vivian; Instalação e ambientação cenográfica: Gustavo Dienstmann e o grupo; Concepção de figurinos: Gustavo Dienstmann e o grupo; Arte gráfica: Martina Pilau, Nathália Severo Didi Jucá; Arte e Divulgação em redes sociais: Nathália Severo; Fotos de divulgação e teasers: Guilherme Carravetta De Carli; Fotos do espetáculo: Adriana Marchiori, Rodrigo Waschburger e Tom Peres; Gravação em vídeo: Rodrigo Waschburger e Tom Peres; Realização: Coletivo Desvio

Foto em destaque: Ninguém me disse que haveria dias como estes – Foto: Adriana Marchiori