Imunização

COMPARTILHAR
Zé gotinha Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde

Criado em 1973, o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Brasil é considerado um dos mais eficientes do mundo. Ao longo dos anos, conseguiu eliminar a poliomielite (em 1994) e o sarampo (em 2016, certificado que o país perdeu em 2019) e controlar outras doenças como difteria, coqueluche e tétano acidental, hepatite B, meningites, formas graves da tuberculose e rubéola. Por isso, foi considerado referência mundial pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS). Desde 1986, o PNI é simbolizado pela figura do Zé Gotinha.

Internação
As análises de indicadores operacionais feitas pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) mostraram que o tempo de permanência do paciente internado em instituições localizadas no Sul do Brasil passou de 4 dias no primeiro trimestre de 2020 para 5,5 dias no mesmo período deste ano. Em comparação a outras regiões brasileiras, a Sul só ficou atrás da Nordeste, onde o tempo de permanência foi de 5,6 dias, no primeiro trimestre de 2021. Além de um tempo de permanência maior, a região também registrou aumento na taxa de ocupação, passando de 66,5% no primeiro trimestre de 2020 para 72,9% no mesmo período deste ano.