Cinema e debate estão na programação da Fundação Iberê Camargo

COMPARTILHAR

Para celebrar os 10 anos de construção da sede da Fundação Iberê Camargo, no próximo sábado, 11 de agosto, às 16h, acontece uma edição especial do projeto RODA – encontro para debate sobre assuntos diversos do mundo contemporâneo, como cultura, estética, história e política. O RODA terá exibição do documentário Mestres em Obra, realizado por Marta Biavaschi em 2008. O filme registra e acompanha todas as etapas e momentos marcantes da construção do premiado prédio da Fundação, desde instalação da pedra fundamental em 2002. No percurso pela obra arquitetônica, em processo, o encontro entre dois artistas: o arquiteto Álvaro Siza – criador do projeto arquitetônico da Fundação – e o pintor Iberê Camargo.

Após a exibição, haverá debate entre a realizadora e José Luiz Canal, engenheiro que coordenou as obras de construção do edifício.
Marta Biavaschi é sócia da Surreal Filmes, onde desenvolve projetos de cinema, televisão e artes visuais. É também curadora do Cine Iberê, programa de cinema da Fundação Iberê Camargo.

No domingo, dia 12, às 16h, o público terá uma nova oportunidade para assistir ao filme O Gabinete do Dr. Caligari, de Robert Weine, na Fundação Iberê Camargo. A sessão especial do Cine Iberê contará com trilha sonora executada ao vivo pelo músico Yanto Laitano, com entrada franca.

A exibição integra o programa Silêncio em Movimento – cinema mudo com música ao vivo, atividade cinematográfica que dialoga com a arquitetura e faz parte das comemorações aos dez anos do edifício sede da Fundação. O Cine Iberê tem a curadoria de Marta Biavaschi.

Realizado em 1920 e considerado o primeiro filme de terror da história do cinema, O Gabinete do Dr. Caligari é um dos filmes mais importantes da história do cinema mundial, precursor do movimento expressionista alemão. O diretor Robert Wiene (1873-1938) fez sua primeira investida no cinema em 1912, com seu roteiro para Die Waffen der Jugend e adaptou o romance Crime e Castigo, de Fiodor Dostoiévski (1923). Depois que Hitler tomou o poder na Alemanha, Robert Wiene deixou Berlim, primeiramente para Budapeste onde dirigiu One Night In Venice (1934), posteriormente para Londres e finalmente para Paris, onde tentou produzir junto de Jean Cocteau uma reprodução sonora de O Gabinete do Dr. Caligari. Wiene morreu em Paris dez dias antes do fim da produção de um filme de espiões, Ultimatum. O filme foi terminado por seu amigo Robert Siodmak.

SERVIÇO
Fim de semana na Fundação Iberê Camargo – programação

Sábado, 11 de agosto
16h – RODA – exibição do documentário Mestres em Obra, de Marta Biavaschi (31min, Brasil, 2008) e debate com a cineasta Marta Biavaschi e o engenheiro José Luiz Canal

Domingo, 12 de agosto
16h – Cine Iberê – Programa especial: cinema mudo com música ao vivo – O Gabinete do Dr. Caligari, de Robert Weine (51min, 1920, Alemanha) + música e performance ao vivo de Yanto Laitano. Entrada franca por ordem de chegada  | Classificação indicativa: 14 anos
Visitação: sábados e domingos, das 14h às 19h (último acesso às 18h45min)
Entrada Franca
Endereço: Fundação Iberê Camargo – Av.Padre Cacique, 2000