Athos Editora lança 4º volume da série Nomes Que Fizeram a Imprensa Gaúcha

1154
COMPARTILHAR

A Athos Editora está lançando no próximo dia 18 de julho, às 11h, no Salão Negrinho do Pastoreio, do Palácio Piratini, o 4º volume da série Nomes Que Fizeram a Imprensa Gaúcha, destacando a vida, o trabalho e o legado de profissionais que ajudaram a formar a história do jornalismo no Rio Grande do Sul.

Os dez biografados desta edição são: Bira Valdez, Celito de Grandi, Clóvis Duarte, Danilo Ucha, Jayme Copstein, Jose Abraham, Paulo Sant’Ana, P.F. Gastal, Plínio Saraiva e Tatata Pimentel.

A obra tem o patrocínio de Corsan e Celulose Riograndense e se destina a jornalistas, radialistas, estudantes e professores de comunicação, bibliotecas públicas, entes políticos, entidades profissionais e líderes de opinião.

Segundo Julio Ribeiro, diretor geral da Athos Editora, as novas gerações de profissionais precisam saber que não estão inventando a roda, ela já existia há muitos anos, décadas, séculos até. E muita gente, ao longo deste tempo, contribuiu para que a imprensa se modernizasse, ganhasse novos contornos, se tornasse relevante e uma profissão digna.

O projeto NOMES QUE FIZERAM A IMPRENSA GAÚCHA tem esse objetivo muito claro. Não apenas resgatar essas contribuições, como também reconhecer e reverenciar o trabalho de radialistas, jornalistas, profissionais de comunicação que, de alguma forma, ajudaram a construir a imprensa que é feita no Rio Grande do Sul.

Este 4º volume tem pesquisa e textos de Fernando Soares, Jair Stangler, Lucas Vidal Domingues, Marcel Horowitz e Thaís Seganfredo, com a coordenação de Marcelo Beledeli, e projeto gráfico assinado pela Esparta Comunicação.

O livro terá distribuição gratuita, através de mailling dirigido.