Startup inglesa de tecnologia para publicidade digital chega ao Brasil com gaúchos à frente da operação

136
COMPARTILHAR

O Brasil tem mais de um celular por habitante, mais de 70% de pessoas conectadas na internet e é o quinto mercado em tempo diário de uso de aparelhos mobile. Mesmo com esses dados expressivos, o grande potencial de experiências em anúncios no segmento ainda não é explorado por aqui. Dentro desse cenário, o país é a nova aposta da Adludio, uma startup inglesa de tecnologia com foco em Sensory Mobile Advertising. À frente da operação brasileira estão dois gaúchos: Jonathan Tessaro, Head de Operações, e Margarida Galafassi, Business Development.

Mas o que é o Sensory Mobile Advertising? Combinando tecnologia própria, criatividade e dados, a Adludio cria anúncios interativos e sensoriais para experiências intuitivas nos dispositivos móveis.  A solução criativa, utiliza as propriedades multi sensoriais disponíveis nos smartphones e tablets. Os anúncios são distribuídos baseados no engajamento voluntário, envolvendo a audiência desejada através de uma experiência imersiva e participativa com a marca.

As estratégias de mídia, com anúncios expostos via programática, permitem uma assertividade na segmentação da audiência a ser impactada. Esta forma de levar as mensagens aos públicos das marcas provocam uma reflexão sobre as métricas da publicidade digital uma vez que se trata de qualificação e garantia de visibilidade via engajamento com o anúncio e não apenas quantidade de impressões.

O formato da solução é o que torna a proposta da Adludio única. Os usuários são convidados a participar por livre e espontânea vontade, que assegura que o budget seja gasto somente quando uma pessoa real e relevante para o cliente opta por iniciar a experiência. Os princípios não intrusivos resultam em mensagens bem recebidas, seguidas de interesse e ação, com taxas de engajamento de 10% a 15% maiores que uma peça publicitária digital estática.

Acreditando na força da criatividade e do apelo de interação, a moeda de remuneração da startup é o engajamento. Ou seja, o cliente paga apenas quando o usuário interagir com o anúncio. O formato garante 100% de visibilidade, potencializa as verbas das marcas e assegura a prevenção contra a fraude, pois robôs não conseguem fazer este tipo interação.

A expectativa para a entrada da Adludio no Brasil é positiva e a proposta da publicidade sensorial tem despertado a atenção do mercado nacional. “Estamos apresentando a empresa para marcas e agências, tendo em vista que o produto é inovador. As pessoas se mostram surpresas pela possibilidade de interação com os anúncios, bem como pela qualidade estética, a segmentação assertiva da audiência e otimização dos resultados via dados”, explicam a dupla.