Santander renova imagem de marca para reforçar estratégia digital

257
COMPARTILHAR

A presidenta mundial do Santander, Ana Botín, apresentou hoje, em reunião de acionistas em Madrid, a nova imagem de marca do Banco: mais moderna e adequada aos canais digitais e móveis, para adaptar-se ao novo ambiente, transmitir melhor a nova cultura corporativa e reforçar a estratégia de transformar-se em uma plataforma digital e aberta de serviços financeiros, com o objetivo de alcançar a meta de 30 milhões de clientes digitais no mundo em 2018.

O Banco mantém a essência da marca e seus principais ativos, como o nome, a chama e o vermelho corporativo, mas evolui substancialmente com uma tipografia única, própria e mais estilizada. A caixa vermelha de fundo é eliminada, com um novo tom de vermelho mais brilhante e adaptado ao digital e maior o uso da cor branca para mostrar mais transparência, simplicidade e visibilidade.

A renovação, realizada pela Interbrand foi produzida a partir de uma análise profunda de opiniões de funcionários e clientes em todos os países do Grupo. A conclusão deste processo de escuta foi que a marca teria de manter seu legado e essência, mas precisava se modernizar. O banco aposta, portanto, “em uma evolução, não em uma revolução”, de forma que a nova imagem ofereça “uma melhor versão de nós mesmos”.

Assim, a nova marca conserva os símbolos que transmitem força, solidez e confiança, mas os apresenta em uma versão mais moderna e adaptada aos novos tempos. Esta atualização permite a convivência da marca atual com a antiga por um tempo, de forma que a mudança seja progressiva, começando no ambiente digital, comunicação e publicidade. Logo se estenderá a outros meios, como nas agências, em materiais de propaganda e outros ativos físicos, no ritmo de cada país em que o Banco tem presença.