Marketing de Influência expande em 2020 e desponta como grande estratégia para marcas

554
COMPARTILHAR

O ano de 2020 foi de grande movimentação para o marketing de influência. A Squid, empresa de marketing de influência e comunidades no Brasil, registrou um aumento de 20% nas campanhas realizadas para marcas durante esse período, e também um crescimento de 130% no valor total dos cachês pagos para criadores de conteúdo em comparação ao ano de 2019. Ainda durante o ano, houve também um aumento de mais de 95% no número de influenciadores cadastrados em sua plataforma.

Esses números refletem o crescimento exponencial desse mercado, que ganhou ainda mais evidência durante o período de distanciamento social. “Não é de hoje que acompanhamos o mercado da influência se profissionalizando. Esse aumento na movimentação do cachê mostra que as marcas e empresas estão de olho no influenciador e que eles produzem campanhas de qualidade, que alcançam o público de forma mais assertiva e humanizada”, analisa diz Felipe Oliva, CEO e cofundador da Squid.

Assim como em outros mercados, a pandemia acelerou alguns processos que já vinham acontecendo no marketing digital. Com o aumento do uso das redes sociais durante esse período, a relevância do conteúdo se tornou um fator primordial nas campanhas das marcas. “Nesses últimos anos, nós vimos anunciantes e influenciadores se conectando cada vez mais com seu público de forma autêntica e relevante. Acompanhando essa tendência, as empresas passaram a trabalhar com a jornada da influência como aliada de seus planos de comunicação, colhendo os resultados positivos de uma produção de conteúdo descentralizada, participativa, altamente engajadora. Em 2021, teremos novos produtos e serviços Squid com influenciadores, Brand Lovers e Comunidades para todos os segmentos de mercado”, finaliza Oliva.