Grupo Dignidade mostra em campanha o constrangimento de quem tenta fazer uma boa ação e tem a doação reprovada

261
COMPARTILHAR

A Mirum, em parceria com o Grupo Dignidade cria campanha para mostrar o constrangimento e a frustração que homossexuais passam quando tentam praticar um ato de solidariedade ao tentarem doar sangue no Brasil – além de retirar os estigmas que aparecem quando tratamos desse grupo.

O objetivo é conscientizar e convidar as pessoas a assinarem a petição ‘Igualdade na Veia’. A portaria n° 158 do Ministério da Saúde, de 4 de fevereiro de 2016, torna inaptos “homens que tiveram relações sexuais com outros homens e/ou as parceiras sexuais destes”. Todo esse preconceito institucionalizado desperdiça 18 milhões de litros de sangue anualmente.

Para que o público pudesse se colocar no lugar de quem sofre constrangimento ao tentar fazer a boa ação, uma suposta campanha de agasalho no bar A Caiçara, de Curitiba, foi realizada. Um ator, que se passa por promotor da campanha, impediu que pessoas doassem seus agasalhos, sempre por motivos que não fazem sentido, ao dizer, por exemplo, que a peça estaria fora de moda.

Após rejeitar as doações de roupas, o promotor entrega um informativo com a mensagem: “Achou revoltante uma boa ação ser rejeitada? É isso que acontece com todo homossexual que tenta doar sangue. Assine a petição e ajude a mudar essa realidade”.

Ficha Técnica
Anunciante: Grupo Dignidade
Agência: Mirum Agency
Direção Criativa: Filipe Matiazi
Supervisão Criativa: Matheus Poser e Victor Keiti
Criação: Bruno Leite, João Gonça e Pedro Perevalo
Atendimento: Daniela Capeletti, Larissa Eshima e Jéssica Pereira
Produção: Paulo Setti
Aprovação Cliente: Humberto Souza
Direção: Bernardo Tomsons
Direção de Fotografia: Jonathan van Thomaz
Câmeras: Vinicius Lima, João Fincatto, Fernando Payaka