Diretoria Acadêmica da ARP promove aproximação com coordenadores de cursos de Propaganda

COMPARTILHAR
Foto: Caroline Motta

Um dos desafios da nova gestão da Associação Riograndense de Propaganda (ARP), através da sua Diretoria Acadêmica, é aproximar a academia do mercado. Com esse intuito, coordenadores de cursos de Propaganda de diversas universidades do estado estiveram reunidos na sede da entidade na tarde dessa quinta-feira, 11. A partir de uma troca de ideias e experiências, projetos para unir professores e estudantes à ARP foram planejados. Para coroar o momento, os representantes presentes foram aclamados embaixadores acadêmicos da entidade.

A associação já vinha apostando no engajamento desse público por meio de mudanças que aconteceram no último ano. Uma dessas atitudes foi a criação de novas modalidades de associação, específicas para essa área, a Platinum Professor e a Young. Ambas foram bem sucedidas, com destaque para a voltada aos jovens, que atraiu mais de 80 sócios com idade abaixo de 30 anos em menos de seis meses.

Uma das ações já definidas para alcançar esse objetivo é uma premiação que será promovida pela entidade. A iniciativa deve ter início em maio desse ano, e será voltada para professores e estudantes sócios da ARP. O reconhecimento promete oferecer prêmios para os dez melhores projetos criados para um cliente real, de grande visibilidade, que será proposto pela própria associação. Os vencedores desfrutarão de mentorias com profissionais renomados do mercado.

Para o diretor acadêmico da ARP, Alessandro Souza, é preciso olhar para a academia com a atenção que ela merece. Ele destaca os pontos positivos da equação ARP mais professores mais estudantes. “Os professores conseguirão entender o papel da associação e formar com ainda mais qualidade, o que é importante para todo o mercado. E os jovens terão uma plataforma de conexão, eventos, premiações e destaques exclusivos para eles. Com isso ganhamos todos”, afirma.

A presidente da ARP, Liana Bazanela, declara que essa iniciativa proporcionará uma construção conjunta entre coordenadores e entidade sobre quais são as necessidades da academia e as lacunas que os professores sentem que existem. “Em um primeiro movimento já dá para perceber a relevância dessa parceria. Os próprios coordenadores de cursos, que vivem o dia a dia da academia e têm essa relação com os alunos, percebem que isso é uma carência do mercado. Precisamos entender a realidade de quem está começando e a realidade de quem está formando os novos profissionais”, analisa ela.

Além do diretor Souza e da presidente Bazanela, o vice-presidente da ARP, Ricardo Bottega, e a diretora de Conteúdo e Experiências, Tânia Giacobbo, também participaram do encontro. Eles receberam os representantes de nove universidades: os coordenadores de Publicidade e Propaganda da Uniritter, Geferson Barths; da Feevale, Thiago Mendes; da UFSM, Janderle Rabaiolli; do IPA, Nancy Vianna; e da PUCRS, Márcia Pillon Christofoli. E ainda os coordenadores dos cursos de Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Produção Multimídia e de Marketing da Fadergs, Ricardo Cunha e Diogo Simões Pires, respectivamente; bem como o coordenador da faculdade de Comunicação da Univates, Fábio Kraemer; e a gerente dos cursos de Marketing do Senac, Cláudia Beretta.