Internacional entra na luta contra preconceito

COMPARTILHAR
Iluminação cênica nas cores do arco-íris no estádio do Inter

O Sport Club Internacional, de Porto Alegre, lança hoje (28) a Diretoria de Inclusão Social, que será comandada por Najla Diniz. Para marcar este lançamento e fazer uma referência aos 50 anos da Revolta de Stonewall, pela primeira vez, o estádio do time colorado, como é conhecido, foi iluminado com as cores da bandeira LGBTI+ na madrugada desta sexta-feira (28).
Além iluminação cênica em apoio à luta anti-homofobia, diversas ações serão desenvolvidas pela nova diretoria com o objetivo de conscientizar a população acerca da importância de se construir uma sociedade livre de qualquer tipo de preconceito, inclusive de gênero.

“Vivemos numa sociedade plural e isso tem que estar refletido no atendimento e na acolhida que o clube presta. É uma questão de pertencimento, de sentir-se parte”, diz Najla.

O Inter foi o primeiro clube no Brasil a abrir uma modalidade de associação popular, já tinha formado uma diretoria feminina e vinha realizando uma parceria contra racismo. Segundo Najla, faltava uma diretoria para unir todas essas ações e entrar no calendário do clube. Por isso, foi criada esta Diretoria de Inclusão Social.
“Aproveitamos esta data do dia 28 de junho, no ano do cinquentenário do Stonewall”, comenta. Segundo ela, o clube tem recebido um bom feed back. “Temos recebido um apoio bem bacana”, comemora.