Ação inédita da Natura provoca reflexão sobre dificuldade dos homens declararem seus sentimentos

COMPARTILHAR
Ação durante do jogo

O lançamento da campanha “Três Palavras”, criada pela DPZ&T, aconteceu  domingo (14)  na volta do Campeonato Brasileiro quando os jogadores entraram em campo com mão na boca e uma faixa com os dizeres  #homempra dizer eu te amo

A Natura resolveu abrir um debate sobre a dificuldade ou incapacidade de muitos homens em demonstrar seus sentimentos mais profundos. Através da nova campanha “Três Palavras”, a marca faz um convite para que os homens digam eu te amo para seus pais.

O lançamento da campanha que promove a nova fragrância Natura Homem Dom aconteceu através de uma ação inédita no campo de futebol. Para despertar a atenção sobre o assunto, durante o jogo de volta do Campeonato Brasileiro, após pausa para a realização da Copa América, os jogadores entraram no estádio com a mão tapando a boca em duas partidas transmitidas pela Globo e pelo Premiere. Antes do início das partidas, os jogadores entraram em campo com uma faixa com a hashtag da campanha, ‘#homempra dizer eu te amo’. Alguns deles trocaram seus nomes, nos uniformes, pelos de seus pais ou filhos. Ao mesmo tempo em que a ação aconteceu nos gramados, conteúdos exclusivos da marca foram disponibilizados no Twitter, com a mesma hashtag, promovendo uma conversa em torno do assunto e uma campanha foi lançada em diversas mídias.

O filme, que estreou no intervalo dos jogos do Campeonato Brasileiro, tem produção da Hungry Man, com direção de João Caetano, e é protagonizada somente por pais e filhos reais para dar sentido à assinatura “Eu te amo transforma quem fala, fortalece quem ouve”.

A campanha, criada pela DPZ&T,  inclui TV, merchandising, Pay TV, ações no programa Saia Justa e Papo de Homem, OOH e estratégia digital completa com conteúdos produzidos pela marca, além de ações com influenciadores.

A partir de uma pesquisa inédita, conduzida pelo Papo de Homem/Instituto PDH em parceria com a Natura e Reserva, foi revelado que seis em cada dez afirmam não terem sido ensinados, na infância ou adolescência, a expressar suas emoções.  O estudo mostra que 50,9% dos homens têm o pai como principal referência de masculinidade, mas só um em cada dez conversou com ele sobre o que significa ser homem. Para o estudo, foram entrevistadas mais de 40 mil pessoas e os resultados mostram que sete em cada dez homens declaram que não foram ensinados a demonstrar fragilidade.

Os dados completos da pesquisa serão mostrados no documentário “ O Silêncio dos Homens” que será lançado em agosto.

De acordo com Denise Coutinho, diretora de Perfumaria da Natura, a Natura Homem quer contribuir para repensar a definição de masculinidade e por isso escolheu como ponto de partida dessa conversa uma ação em um estádio, ambiente muitas vezes caracterizado por ser machista. Segundo Denise, os homens precisam estar à vontade para serem sensíveis, declararem sentimentos e exporem angústias e emoções, inclusive dizendo eu te amo para os seus pais, muitas vezes a figura que representa a masculinidade em sua vida.

Conforme explica Sofia Raucci, diretora de mídia da DPZ&T, a campanha nasceu a partir de um insight que se tornou o ponto central de toda a estratégia de mídia, trazendo ações inovadoras e formatos inéditos. Segundo Sofia, foram realizadas diversas iniciativas com o objetivo de gerar reflexão e conversa em torno deste tema tão importante, mas pouco falado.

 

https://www.youtube.com/watch?v=TBjk6rHo4Ug&feature=youtu.be

https://www.youtube.com/watch?v=1RqGHJBiMUc&feature=youtu.be